segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Feliz Aniversário




Feliz aniversário envelheço na cidade!
È amigo, mais um ano, quem diria que chegaria quase na porta dos enta...
Lembrei agora da barraca de suco que montávamos na rua para descolar uns trocos, mas tua irmã fazia um suco melhor, e nosso primeiro negócio foi à banca rota, Antes mesmo de ter o CNPJ... RS
Ainda ontem, nós dois estávamos nas baladas, grandes noites em Ubatuba, lembra meu amigo?
Daquelas caminhadas no calçadão, as investidas sem sucesso, Deep Purple e Iron maden que o diga, rolava naquele Passat da mãe, naquele toca fitas, cara não estou te chamando de velho, longe de mim isto!
Mas aquele toca fitas na mão, em cima da mesa, fala sério era a isca perfeita!
È meu amigo, muitas roubadas que te coloquei, lembra daquela vez que te pedi para sair com uma amiga de uma namorada, bicho que fria heim?
Podia ter inventado o porre, mas pô amigo bebesse pelo menos...
Os pelés que deu na namorada, para ir para as baladas frias que eu arrumava!
Aquela vez que você só queria saber as horas mesmo e chegou na pest da garota e perguntou as horas sem malícia e ela posicionou os pés em V e falou 10 para as 10...
E os porres que tomei quem estava lá, ao menos para rir da minha cara, pois é... Você!
Aquelas reuniões diárias, as palhaçadas, as idas para Santos, lembra Cara, das músicas clássicas que seu Pai escutava, que tortura, aqueles roles pelo boqueirão.
Mas tortura maior era dar uma volta de fusca com ele, era ou não era?
Como tua mãe ficava P da vida, com o cheiro de cigarro.
Aqueles óculos estilo Herbert Viana e aquele relógio Champion Watch era estiloso pra cacete. Kkkkk
Aquelas baladas do velho machado, aquelas garotas lindas dos infernos.
São coisas amigo, que ficarão em nossas memórias, aliás, somos amigos, promessas sempre eram cumpridas.
Ficaria aqui por horas lembrando as nossas zueiras...
Parabéns amigo que Deus te ilumine, abençoe você e sua família!
By Bruxo

sábado, 29 de agosto de 2009

Sonhos


Esta noite sonhei...
Sonhei que enquanto você dormia, observava o teu rosto.
E percorria, sem tocá-lo, os finos traços.
Desenhava no ar as linhas do teu corpo.
E pensava é injusta a minha covardia diurna.
Covarde por sentir as coisas que não falo.
E dizer tantas coisas que não sinto.
Mas no meu sonho, diante do silêncio noturno.
Quebrava facilmente o meu silêncio.
E sussurrava as palavras que às claras não digo.
E você escutava, eu sei.
Pois os teus olhos comoviam-se,
E mesmo cerrados eles moviam-se.
E podia perceber nos teus lábios.
Certo esboço de um sorriso.
Precedendo a calma de um sono ainda mais profundo.
Enquanto dormia, fazia promessas.
Aceitando idéias e planos teus.
Embora finja ignorar.
Também são meus.
E digo todos os sims que o tempo permite.
E concordo com tudo que sem motivo declino.
Recordando cada palavra ouvida.
Na minha fria surdez dissimulada.
Enquanto dormia, esperava que o dia chegasse.
Queria aproveitar cada segundo de seu sono.
Mas a luz que vem da janela.
Faz-me adormecer.
E tudo se esvai...
E só resta a angústia da dúvida.
De não saber se era real...
Se era emoção lúcida que me trouxe a noite?
Ou se só te vejo quando os meus olhos se fecham?

By Bruxo

Coisas da Net...


Achei na net...E confesso morri de rir!
Coragem, confesse: você assiste ao programa Em nome do amor do Silvio Santos, domingos à tarde. É aquele programa onde garotas e rapazes que nunca se viram mais gordos tiram uns aos outros para dançar ao som de Julio Iglesias, enquanto aproveitam para trocar três palavras. No final da música, Silvio pergunta para cada casal: é namoro ou amizade? Se a menina responder amizade, volta para o banco de reservas. Se responder namoro, ganha um buquê de flores e sai de mãos dadas com um amor novinho em folha. Já pensou que paraíso se fosse fácil assim?

Você está no bar da faculdade tomando um suco quando surge aquele colega que é um gato e que só faz uma cadeira nas quintas. Ele vem na sua direção e sorri. É seu dia de sorte. Está cada vez mais perto. Finalmente chega e lhe entrega um minidicionário Aurélio. "Você deixou cair ali fora". Antes que você consiga dizer obrigada, ele dá meia-volta, mas não consegue dar um passo. Silvio Santos está de microfone na mão interrompendo a fuga: é namoro ou amizade? "Namoro", responde você. A platéia do bar aplaude, você segura a mão do cara e não larga nunca mais.

Você está de bobeira no posto de gasolina, sábado à noite, encostado num Kadett. Sua cerveja está ficando quente e você não tem mais um tostão no bolso. Olha para o relógio: hora de saltar fora. Nisso surge uma clone da Cameron Diaz e pede licença para sair com o carro. Você desencosta. "Está bem cuidado, princesa", diz naquele seu jeito cafajeste. Ela entra, tenta arrancar mas quase atropela Silvio Santos, que surge não se sabe de onde, perguntando à queima-roupa: é namoro ou amizade? "Namoro", responde você entrando no Kadett da loira. Arranjou uma carona e uma paixão.

Você é divorciada e não é uma ninfeta: quase já esqueceu para que serve um homem. Está no cinema sozinha, pra variar. Nisso entra um cinquentão boa pinta, sem aliança no dedo. Senta quase ao seu lado, apenas uma poltrona os separam. As luzes ainda estão acesas e na fila da frente três retardadas não páram de rir e de fazer barulho com o papel de bala. O bacana olha pra você e diz: "Espero que, quando o filme iniciar, esse frege termine". Ele fala frege, como você. Feitos um para o outro. Nisso Silvio Santos materializa-se na poltrona do meio e lasca: "É namoro ou amizade?" Você agarra o microfone: "Namoro". Silvio sai de fininho, você pula para a cadeira do lado e assiste todo o filme com a cabecinha apoiada no ombro do tipão.

Ou você põe a imaginação pra funcionar ou se inscreve no Em nome do amor. Mas vai ter que agüentar o Julio Iglesias.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Velhos hábitos...




Estava eu arrumando as dependências de meu coração, e por um relapso deixei a porta encostada, eis que de repente me deparo com uma mulher com um olhar e sorriso deslumbrante, foi o suficiente para me apaixonar.
Você foi se adentrando, não pediu licença e logo foi se mostrando por inteira, cheia de charme e sedução me fez encaixotar sentimentos perdidos, joguei fora velhos hábitos, e me transformei em um novo homem.
Redecorei meus pensamentos, desembalei novos sentimentos. Aprendi com você que quem é dono da verdade não é dono de ninguém, aprendi que não devemos mudar, pois as palavras não têm segredos. Fica mais fácil entender as palavras que expressam os olhos!
Aliás, foi à primeira coisa que consegui lhe dizer.
Lembra?
Antes de você eu vivia em um coração escuro, você trouxe luz, ascendeu à lareira que aquece meu coração, pendurou meus sonhos na parede e tudo com este seu jeitinho irreverente, este jeito só seu de pedir mandando!
Pede-me que abandone hábitos, que procuro cumprir por livre e espontânea obrigação!
Afinal tenho medo de ver você sair pela mesma porta que entrou...
Tenho vontade de trancar a porta, para não deixá-la mais sair.
Mas sei que se eu fizer isto, estarei indo atrás de velhos hábitos que você me fez abandonar!
Não me deixe só, afinal de contas somos apaixonados desde Crianças! rsrsrs







By Bruxo
Abri as gavetas aquelas que sempre custam abrir porque contêm coisas grandes demais. Pedaços de mim reflexos do que sou. Ou hoje sou apenas os reflexos do que fui. Já não sei. Mas a essência, a que ultrapassa todas estas tempestades, intocável.
Abri-as devagar, para não magoar. E estava tudo lá. Todos os amores. Os grandes, os que ficam todos os que foram eternos e que agora só eu sei porque os sinto sem nunca o ter dito. Sentimentos presos em momentos, palavras que ficaram por dizer.
Tudo o quanto vou colocando com ternura num baú já tão velho, quando prefiro não ver, mas não quero, mesmo assim, perder. Quero saber que está ali, que a qualquer hora, quem sabe, possa outra vez recordar.
Com coragem sentei-me na cama, rodeado de papéis sem importância aos olhos de todos,mas com muita aos meus. E instala-se a nostalgia.
E no final, arrumei o baú, fechei as gavetas em mim sem me desfazer de nada.
Esta mania de querer sempre tudo pertinho, para que possa ver tudo outra vez. Como num passo de mágica recuar no tempo e voltar lá, à praia, ao carro, à montanha, ao hotel, ao café, a qualquer lugar, pensar nas palavras, sentir o começo de todas as paixões. Como primeiro não era nada e depois era tudo. Voltar ao momento em que se olha alguem e o coração nos diz que existe ali um carinho que só quer crescer e nós, distraídos, nem tínhamos notado que o carinho, nesse momento, já nos preenchido todo o peito.
Afinal, posso rasgar todas as folhas, escritas e por escrever, de pouco valem. Posso inventar palavras, as que existem não dizem tudo pouco há que possa escrever em momentos assim, como este. Instantes de evasão ao meu próprio passado.
Olhar para trás e saber que a vida segue por caminhos que nunca entendo bem. Por isso preciso voltar lá. Re-sentir, re-viver, re-olhar, re-amar...para quem sabe re-fazer tudo outra vez.
Continuou tudo lá. As cartas, os bilhetes, os recados, as fotografias que contêm os sorrisos presos num momento, os abraços, as flores secas.
By Bruxo

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Sem limites...


Descobrindo a própria força Rachel tinha apenas 16 anos quando, certa noite, recolheu-se ao leito, no dormitório da escola. Acordou, seis meses depois, numa cama de hospital, na cidade de Nova Iorque. Ela sofreu um forte sangramento intestinal que a fez mergulhar num longo estado de coma. Era o fim de sua vida como uma pessoa saudável e o início de uma vida como pessoa portadora de doença crônica. Foi nessa época que Rachel se recorda de ter verdadeiramente conhecido sua mãe. Até então ela era a profissional que passava longas horas trabalhando. Rachel a via quando chegava em casa, tarde da noite, para lhe dar banho, ler uma história, dar-lhe um beijo de boa noite. As lembranças de sua mãe, até então, eram de uma figura passageira que tinha um perfume gostoso e tomava conta dela nos finais de semana. Durante os seis meses de seu coma seus pais se tomaram de temores. Ela era a única filha de pais mais velhos e super-protetores. O prognóstico médico era sombrio. Se saísse do coma, viveria como uma inválida, limitada por uma doença que os médicos não compreendiam, nem controlavam. Teria que se submeter a uma série de cirurgias importantes. Não deveria viver além dos 40 anos. Sem chance de retornar aos estudos. Mas Rachel desejava ser médica. Ali, deitada na cama, ouvindo seu pai lhe dizer tudo isso, ela ficou zangada. Não importava o que diziam os médicos, ela iria voltar aos estudos, à faculdade. Queria ser médica. Nada a impediria. “Ah”, disse o pai, “uma coisa a impedirá, sim. Não pagarei os seus estudos.” Foi então que a mãe de Rachel, sem alteração na voz, afirmou: “Eu pago a faculdade.” “E onde você vai arranjar o dinheiro?” – perguntou ele. Ela continuou a falar, dirigindo-se à filha, como se não o tivesse ouvido: “tenho uma conta no banco há muitos anos. É toda sua, Rachel.” Vinte e quatro horas depois, ela assinou um termo de responsabilidade e retirou a filha do hospital, contra a recomendação médica. Tomou um pequeno avião e levou Rachel de volta à faculdade. Nos seis meses seguintes levou a filha para as salas de aulas, muitas vezes empurrando a cadeira de rodas, porque ela não conseguia andar. Então, quando percebeu que Rachel poderia cuidar de si mesma, a deixou, mas telefonava todos os dias para saber notícias. Os dois anos seguintes foram de muitas lutas. Rachel não conseguia comer direito e tomava medicamentos fortes para controlar os sintomas. Ela se sentia doente, tinha a aparência alterada e estava doze ou catorze quilos abaixo do seu peso normal. Mas foi descobrindo uma força que desconhecia. Encontrou uma maneira de viver essa nova vida e seguir em frente. Concluiu a faculdade e passou a clinicar. Anos depois, conversando com sua mãe, lhe perguntou porque a deixara sozinha em momento tão difícil. Afinal, ela era a sua única filha. Por que não ficou ao seu lado, protegendo-a e mimando-a? Ela não ficou com medo do que pudesse acontecer? “Eu temia por você” – disse-lhe a mãe. “Mas temia ainda mais pelos seus sonhos. Se eles morressem, essa doença dominaria a sua vida. Há muitas formas de morrer, Rachel. A pior delas, é permitir que outras pessoas escolham o tipo de vida que você deve levar. A pior morte é permitir que sejam sepultados os próprios sonhos.” *** Amparar a vida, por vezes, é algo muito completo. Há momentos em que o melhor é oferecer a nossa força e a nossa proteção. No entanto, acreditar numa pessoa num momento em que ela não consegue acreditar em si mesma, tem uma importância toda especial. É a nossa crença nessa pessoa que vai se tornar o seu barco salva- vidas.

Escutando o certo e o errado...




Tem dias, que acordamos com aquela vontade de escutar o que nos convém.
Mesmo sabendo que esteja errado, a vontade é de que alguém lhe fale que esteja certo.
A esposa acorda, levanta inspirada, resolveu realocar os móveis da sala, desejava algo novo.
Assim começou a redecorar sua sala de estar, passou horas em um trabalho árduo, mas algo lhe incomodava.
Um lindo e maravilhoso vaso, um objeto valioso para si, nunca iria se desfazer dele!
E foi deslocando ele para todos os cantos da sala, um vaso pesado, mas ela tinha de acomodá-lo em um local em que todos o avistasse e deslumbrassem aquele objeto tão valioso para si.
Após varias horas, decidiu expor seu bem precioso no meio da sala de estar, embora tivesse plena consciência de que ali atrapalharia a passagem, enfim que estava horrível. Mas resolve deixá-lo ali.
Eis que seu marido abre a porta da sala e se depara com aquele trambolho no meio da sala.
Olhou e não falou nada, eis que ela pergunta para ele, o que achou meu amor, gostou?
Ele olhou nos olhos de sua esposa e comentou, ficou bom, mas amor você não acha que irá atrapalhar a passagem?
Como assim ficou bom, atrapalhar a passagem, eu sabia que você não iria gostar, poxa você tem noção de quantas horas eu fiquei aqui, me matando, sabe o quanto este vaso é pesado?
O marido abaixou a cabeça, deu dois passos para trás, abriu a porta da sala, saiu, fechou a porta, e voltou a abri-la um minuto depois.
Adentrou na sala e com um sorriso no rosto, expressou... Amor que lindo, ficou tudo maravilhoso, nossa este vaso no meio da sala, que bom gosto amor!
Não seja cínico, assim você me magoa!
Amor sente aqui, o que quer ouvir?
Queria ouvir que você gostou da disposição do vaso!
Mas o que você acha amor?
È, eu sei que ficou meio esquisito no meio da sala, mas eu queria que logo de cara gostasse e elogiasse... Mesmo no fundo sabendo que não foi a minha melhor escolha!
Moral da história;
Às vezes queremos ouvir coisas que não condizem com a realidade, e por mais que nos esforcemos, não haverá nada que você diga que irá agradar, nestas horas é mais fácil que peça uma lista com o que a pessoa amada quer ouvir logo no inicio do dia...
e por mais que tente adivinhar o que a pessoa amada quer ouvir, o silêncio é o melhor elogio a ser feito, basta sorrir, sempre para tudo.
By Bruxo

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Um pouquinho de Pedro





Uma manhã Pedro de sete anos acorda, mais um dia normal, levanta-se e se arruma para mais um dia de aula. Mas algo esta errado, sente que falta algo, dirige-se ao quarto de seus pais e não os encontra. Na sala se depara com seu Pai segurando uma carta nas mãos. Ele enxuga as lágrimas olha em meus olhos e diz, agora somos nós você eu e José. José de dezoito anos é meu irmão mais velho e já havia saído para faculdade. Chegando o fim da tarde, meu Pai nos reuniu e disse:
Agora somos nós, venham comigo, vou lhes mostrar umas coisas, meus filhos aqui fica o tanque, assim era chamado o local onde se lava roupas, aqui é a pia da cozinha. Agora vai ser assim tarefas distribuídas e seremos nós por nós mesmos. Sem entender pergunto ao meu Pai, mas onde esta a mamãe?
Que mãe, vocês agora não tem mais mãe, ela se foi, nos deixou. Eu fiquei ali sem entender, mas via em meu irmão a raiva, a inconformidade, a mágoa...
Assim fomos vivendo, sob uma educação rígida, estudando, saía correndo da escola sob as pinguelas dos riachos, antes do apito da fábrica, tinha que chegar a tempo de esquentar o almoço do meu pai, lavar a louça enfim fazer as tarefas da casa, para depois fazer os deveres escolares, e se sobrasse tempo ir para rua brincar. Meu irmão na faculdade, agora já tendo de trabalhar para manter seus estudos, e suas vestimentas sem contar nas baladas.
Passaram três anos, e quem aparece do nada?
Uma senhora cheia de presentes, toda maquiada e um taxi a espera.
Ao mesmo tempo em que fiquei feliz senti a tristeza por ver nos olhos de meu irmão a amargura por ela nos ter abandonado.
Depois de muito discutir, aquela senhora adentrou naquele taxi com todos seus presentes, e só me lembro de vê-lo virar a esquina.
Completando meus onze anos, pedi ao meu pai que me deixasse trabalhar, comecei em uma oficina mecânica, onde fui aprendiz, mas queria mais...
Aos quatorze comecei a investir no meu futuro, ralei como Office boy, vendedor de loja, mas sempre estudando, cheguei à gerente de uma grande rede de loja, ralei dia e noite, até chegar aonde cheguei, foram dias andando de coletivo. Muitas vezes sem um tostão sequer, andava km a pé, pois havia trocado meu vale transporte por uma coxinha. Afinal boy também é gente!
Agora tenho meus sonhos realizados, mas com muita luta, caímos como qualquer ser humano, mas com a vantagem de saber lutar, de conhecer a vida, e de ter amigos ali.
Hoje tenho por meu pai, aliás, nem sei se chamo de pai ou de mãe, um profundo respeito, pois me deu carinho, caráter, brio e aonde vou, sou respeitado, porque sempre me ensinou que é melhor ser visto como um homem do que como um canalha, hoje ninguém da minha família gosta de sair comigo, não porque seja uma má pessoa, pelo contrário. Se tiver um compromisso tenho de sair um bom tempo antes, pois a cada esquina tenho um sorriso ou um cumprimento sincero. Isto é gratificante, quando um amigo, um parente ou um vizinho está em apuros, na hora lembram-se de mim, se tem uma festa é a mesma coisa. As pessoas me perguntam como consegue ser assim?
Respondo do fundo do meu coração, é mais fácil sorrir e ser feliz do que ser infeliz!
By Bruxo

O que me torna um homem?


O que me torna um homem?



Vou fazer uma lista, e nela ver se tenho tais qualidades.
Caráter, humanismo, respeito, dignidade, fé, sonhos, romantismo.
Estas qualidades, se podem assim serem chamadas, me faz refletir que tenho todas, claro não em 100% de tudo, mas digamos que no mínimo 50%. Mas será que elas fazem de mim um homem digno, um homem a ser respeitado, um homem amado.
Faço–me esta pergunte todos os dias, e a resposta é ;
Não sei!
De todas as mulheres que conheci, a resposta é a mesma, você não existe, não dá para acreditar que você exista, que tenha um homem como você!
Por quê?
Será que houve uma mutação masculina e eu não sei?
O que aconteceu com aqueles homens românticos, foram todos para o bar, ou será que estão no estádio de futebol e este se tornou mais importante do que a felicidade com a mulher amada.
Onde ficaram as palavras de amor?
Tantas dúvidas que não sei mais o que me torna um homem com esperanças de ser feliz.
Passo nas floriculturas quando tenho um encontro, e me olham com um olhar diferenciado.
Quando pergunto se a loja tem uma sugestão quanto ás flores e digo da personalidade da companhia que vou sair, sinto a indignação no olhar da florista.
Indignado fico eu!
Onde está aquele romantismo?
Hoje as conversas mudaram, é gata pra Ca, gostosa pra La... Não que eu seja conservador, mas acredito que não seja isto que uma mulher deseje ouvir, onde estão aquelas palavras, como você esta meu amor?
Como foi tua noite, ou em quais de teus sonhos eu estava...
Será muito conservadorismo de minha parte pensar assim?
Me sinto um homem da idade da pedra, que acabou de descobrir o fogo.
Não sei o que fazer com ele da mesma forma que não sei o que fazer com o romantismo.

By Bruxo


Abençoado amor que chegou de mansinho

Que me enredou nos seus carinhos como uma fina teia
Rompendo suave e persistente as minhas barreiras
Vencendo os meus medos e receios tolos
Curando as cicatrizes que a vida fez em mim
Afastando de mim o medo de tentar
de sofrer outra vez.
Abençoado amor que chegou pequenino
Que invadiu a minha vida entrando pelos meus olhos
E se fez presente a cada noite pelo toque
dos seus dedos.
Ganhou espaço no meu coração a cada "eu te amo"
nos muitos telefonemas trocados
Abençoado amor
Que tomou o tempo nas suas mãos
Fez do nosso tempo sem tempo
O alimento para que esse amor antes pequenino
Aumenta-se dentro dos nossos corações
Abençoado amor que está hoje na minha vida
Que preenche os meus vazios alegra as minhas horas
Ilumina as minhas noites antes tão solitárias
Transforma os meus dias em esperança de
constantes realizações.
Que me faz acreditar na felicidade plena
Que brilha no meu céu feito estrela guia
Abençoado e louco amor
Que fez do meu corpo o seu porto seguro
Da minha alma a cúmplice dos seus devaneios
Do nosso desejo
a partilha de nossos sentimentos.
Que vive em mim e me deixa viver em ti.
Ah!Abençoado amor!!!!!!!
Texto retirado da net

Jon Bon jovi



Este Romeu está sangrando Mas você não pode ver o seu sangue

isto não é nada além de alguns sentimentos que este velho sujeito abandonou
Tem sido chuvoso desde que você me deixou agora estou me afogando no dilúvio
Você sabe que sempre fui um lutador mas sem você, eu desisto agora eu não posso cantar uma canção de amor como deve ser cantada bem, acho que não sou mais tão bom mas querida, sou apenas eu e eu te amarei, querida, sempre
E estarei ao seu lado por toda a eternidade sempre eu estarei lá até as estrelas deixarem de brilhar até os céus explodirem e as palavras não rimarem
E sei que quando eu morrer, você estará em minha mente
E eu te amarei sempre Agora as fotos que você deixou para trás são somente lembranças de uma vida diferente algumas que nos fizeram rir
Algumas que nos fizeram chorar uma que você fez ter que dizer adeus
O que eu não daria para correr meus dedos pelos seus cabelos
Tocar em seus lábios, abraça-la apertado
Quando você dizer suas preces, tente entender
que eu cometi erros, sou apenas um homem Quando ele abraçar você
Quando ele a puxar para perto
Quando ele disser as palavras
Que você precisa ouvir eu desejarei ser ele,pois essas palavras são minhas
Para dizer a você até o fim dos tempos Sim, e eu te amarei, querida, sempre
E estarei ao seu lado por toda a eternidade sempre
Se você me dissesse para chorar por você, eu poderia
Se você me dissesse para morrer por você, eu morreria
Olhe para o meu rosto não há preço que eu não pagaria
Para dizer estas palavras a você bem, não há sorte nestes dados
Mas querida, se você me der apenas mais uma chance
Nós podemos refazer nossos antigos sonhos e nossas vidas
Encontraremos um lugar onde o sol ainda brilha Sim, e eu te amarei, querida, sempre
E estarei ao seu lado por toda a eternidade sempre
Eu estarei lá até as estrelas deixarem de brilhar
Até os céus explodirem e as palavras não rimarem
E sei que quando eu morrer, você estará em meu pensamento
E eu te amarei, querida, sempre...

Jon bon jovi always

Ser homem



Ser homem!

Ser Homem é fod...é ter sempre que estar com um palavrão na boca.

Até na hora de se cumprimentar...Um sempre chega e fala e aí cuz~~~~ao!
Que se ta fazendo seu bich...Mas eis que as mulheres estão tão acostumadas com estes figuras...Que nem se dão por conta de que estes mesmos caras são assim as vezes pelo fato de não querer deixar expostos seus verdadeiros sentimentos...verdade?!!! Por trás deste homem existe um cara romântico de uma terra inexplorada, pois seu pai era assim o avô e por que ele iria mudar...mas quem falou que ele não tentou!Tentou sim, mas se feriu, então agora se fecha, para ele mulher nenhuma tem valor com excessão da mãe dele, ele sabe que o pai é um filho da P, trai a mãe mas faz parte...mas vamos ao que interessa, aparece o Cara que quer ir contra todas estas regras.Você quer ser aquele homem que liga para saber como foi a noite da amada, manda flores em teu escritório, a acorda com um sorriso, deixa bilhetes por toda a casa até a porta da rua com palavras de amor, liga durante o dia só para lembrá-la que a ama, será você o homem de outro mundo, não com certeza não...pode ter certeza que você mulher que estiver lendo este texto vai ver que esta agindo como uma criança de 1 ano...Te agradou mais brincar com a embalagem do que com o brinquedo que esta la dentro.Aquelas crianças mais maduras sabem que é preciso abrir a embalagem e sabem que aquele espécime ou brinquedo rrsrs existe e esta em qualquer lugar a espera de que se abra a embalagem.Ou melhor este tipo de homem são comparados aos antílopes e as mulheres as leoas...Se um antílope se desgarrar, meu amigo pode estar certo vai ter uma leoa a espreita...Aí meu filho já era!

By Bruxo

Rosas com Amor


Hoje levei-te uma rosa.
Sei que já não vale de muito, ou de nada. Mas sempre gostaste de flores e por isso sempre as ofereci.
Dizias que as flores e as mulheres eram as obras primas de Deus. Eu acreditava. Acreditava porque sempre me falaste nas coisas importantes sem mentiras, sempre me disseste até as coisas que me custavam ouvir. Mas por amor, nunca me magoaste.
E as palavras ficam para sempre, não as esqueci.
É por ti que não temo o futuro. Por me teres dado a força e a coragem de seguir a vida por mais terrível que tenha sido a nossa dor.
Por vezes é mesmo preciso deixar de ver para sentirmos que alguém nos faz falta. E tu fazes, tanta!
E não há um dia em que não lembre o porquê do meu nome, que me deste com uma razão, com um sentido. E não há um único dia que não lembre de ti.
Nenhuma lágrima que derramo por ti é em vão, nenhuma. E custa-me sempre falar sobre a mulher que foste e que és, porque dá aquele nó na garganta que se transforma em lágrimas por raiva da vida te ter levado. Por dor de não te ter por perto, por não ter o teu riso que juntavas ao meu por não ter as tuas palavras que sempre me apaziguavam o peito.
Sempre me falavas por parábolas. Recordo-me de me dizeres que, quando conduzimos o nosso pequeno barquinho em mar calmo, em vez de confiarmos, devemos ficar alerta. É nesses momentos de mansidão que mais facilmente perdemos o norte. E tinhas razão, como sempre. E ao longo dos anos, tenho perdido várias vezes o meu rumo.
Tu eras o meu verdadeiro norte.
É por isso que me orgulho de ser teu filho, de ter tido como mãe uma mulher como tu.
Neste instante em que te escrevo, as lágrimas deslizam num rosto e caem num peito cansado por estar tão vazio de ti!
Continua aqui perto. Não deixes que o teu rosto vá perdendo os contornos, não deixes que da minha memória se esbata a tua presença, a tua voz. Ainda recordo o teu cheiro.
Ainda imagino que a qualquer instante te possa ver outra vez.
Tenho saudades. A saudade não se explica.
Não te vejo, não te ouço e sinto-te.
Ilumina o meu caminho é por te sentir tão perto que nunca me sinto verdadeiramente só.

Mulher dos meus sonhos


Mulher dos meus Sonhos
Quando conhece a mulher dos teus sonhos, você já nota teu ser se mutar...
è uma mutação instantânea.
Teu whisky, já não tem o memo sabor...
O papo de seus amigos já não são tão interessantes,é pois... teus pensamentos estão além daquela ladainha de futebol,mulheres ou seja lá o que for.
Não passa outra coisa na tua cabeça que não seja esta mulher...
Você agora decidiu que virou poeta...rsrsrs
Agora você gasta tuas horas de sono, para escrever poemas...haja papel e tinta, pois as coisas importantes tem de ficar no papel para que você exponha seu amor por ela, exponha teu maior bem...Teu coração.
Alem de que por mais que você tenha uma fonte inesgotável de inspiração...
Ainda assim, não seja suficiente para que se faça ser notado, por tua sinceridade, pelo teu caráter, pelo teu amor.Ela te dá prazer em tudo...
Diferente daquelas mulheres que ja conheceu,Aquelas mulheres consideradas normais, aquelas que gostam de novelas e torcem para a esposa legítima, chama a outra de vagabunda, e por aí vai.Conheci as consideradas anormais, aquelas que partem pra porrada quando as coisas não são feitas do jeito que querem ou pensam, aquela que larga o cara que faz tudo por ela falando sozinho, para ir a um determinado local que jamais você concordaria em ir;exemplo: Butequinho que toca pagode, por que um amigo de infância toca pandeiro e ele a convidou...rsrsrs
Gente só um exemplo tá...Nada contra os pagodeiros.
Enfim, mas esta mulher dos teus sonhos é diferente, ela sabe se expressar, fala o que sente, doa a quem doer, qualidade que falta em muitas mulheres.
Aliás, em alguma das próximas encarnações quero nascer espelho de toilet feminino ou melhor celular de uma...
Amigo, to pra ver como algumas mulheres falam.
Mas voltando a mulher dos meus sonhos, ela é um doce, embora eu saiba que é uma fera, mas você confiante, cheio de si, acha que com seu jeito gentlemen de ser vai conquistá-la, expõe teu coração, teu amor, teu carinho e tudo que ela possa te pedir como uma forma de tê-la.E fica na fé que ela confie em você, você sonha em um dia trazê-la para se aconchegar em teu peito, vê-la sorrir só pelo fato de adentrar em casa, ou você passar no escritório dela só para levar uma rosa e simplesmente dizer pessoalmente que a ama e matar a saudade de um beijo que somente ela tem.
Esta mulher de seus sonhos, custará a acreditar em você, pois muitos homens já a fizeram sofrer...Como eu sei?...Horas comecei como um amigo, um confidente...hoje sei o minimo, mas do minimo se encheu de amor meu coração por ela.
Fico aqui, na torcida ou melhor na esperança de que ela me note, e perceba do quanto meu amor é grande. E tenho uma frase que carrrego sempre comigo.
"Faça da sua ausência o bastante para que alguém sinta sua falta, mas não prolongue-a demais para que esse alguém não aprenda a viver sem ti. "
Espero conseguir ser este cirurgião, e remover estas cicatrízes que outros homens deixaram nesta mulher dos meus sonhos.
Amanheceu, preciso ir, o dia me chama.
Papel?
A noite eu volto e continuaremos a nossa conversa.
Amigo papel, se lhe sobrar um tempo, mostre a ela o quanto a amo. Se transforme naquele lindo pássaro Azul e voe nos sonhos dela...
Se não der tudo bem, eu entendo...
Afinal eu sou o dono destes sentimentos.

By Bruxo

Suficientemente tudo



À nossa volta há sempre quem faça coisas erradas. Por vezes juntamo-nos com os amigos e dizemos mal disto e daquilo, de quem fez isto e de quem fez aquilo. Há sempre alguém que não foi suficientemente honesto, suficientemente corajoso, suficientemente leal. Alguém que pisou outros para subir na vida, ou abdicou dos seus princípios para obter uma vantagem, ou mentiu para se livrar de um problema. Alguém que realizou mal o seu trabalho.


Quando deixamos de ser crianças, torna-se bem difícil viver! Caem sobre nós tormentas vindas de fora e de dentro. Quantas vezes sucede que os nossos atos se viram contra nós e se agigantam e nos perseguem pela vida fora! Quantas vezes sentimos saudade do colo da mãe, do braço forte do pai, da humildade perdida que nos permitia aceitar que nos guiassem em cada situação...

Viver é difícil. É preciso resistir. E é preciso, também, ter luz e força: saber o que fazer e ser capaz de o fazer. E nós, que às vezes nos juntamos e falamos das fraquezas dos outros, temos estado também em situações que nos pediam algo de valentia, dignidade, coerência com o que pensamos. E nem sempre fomos capazes de fazer o que devíamos ter feito.

A felicidade continua a exigir de nós comportamentos que não são compatíveis com a facilidade. Não nos tornamos felizes carregando numa tomada. É preciso subir montanhas, insistir em esforços prolongados; acreditar, até ao heroísmo, na lentidão. Por vezes, reunimos todas as forças e não sabemos se aguentamos até ao fim do dia.

Não é verdade que possamos eliminar da vida as grandes contrariedades, as decisões custosas, a doença, o esforço quase insuportável, a dor física e moral, a morte. Seremos felizes com eles ou não seremos felizes nunca. A vida é de tal maneira que o homem deve erguer-se nela como o castelo. Deve ser construído, pedra a pedra, de forma a permanecer no seu lugar quando sopram ventos inesperadamente fortes; de forma a cumprir aquilo que dele se espera, aquilo a que se comprometeu, aquilo que o torna feliz.
Bruxo

O que me faz feliz



Sou um tipo feliz, mas sou mesmo. Desde há muito que aprendi que devia amar a vida e não me preocupar com idiotices do genero “se isto” “se aquilo”, vejo tanta gente a preocupar-se com coisas que poderão vir a acontecer no futuro, mas que nada garante que aconteça. Passam a viver vidas miseráveis cheias de preocupações, com isto não digo para serem irresponsáveis, não o sou. Digo apenas para viver, para aproveitar o dia, para amarem e procurarem a felicidade, há quem fique á espera dela...grande erro.
Há certas coisas que me fazem feliz instantaneamente, ler um livro... alem de fazer bem á alma ainda se aprende umas coisas. Que tal ouvir a musica que mais gostamos bem alto enquanto tentamos fingir que a sabemos cantar, ou decorar a música para a ouvir no melhor i-pod de todos,a nossa mente. Ir até uma praia,uma fazenda um ermo qualquer (acompanhado ou não, fica ao vosso critério) olhar para as estrelas e ver que realmente somos insignificantes e que os nossos problemas ainda o são mais. Juntar os amigos e divertirem-se como já o fizeram antes...e porque não dizer a alguém que o amamos, a um pai,mãe,irmão,irmã,namorada,namorado...a alguém a quem um dia não fiquemos arrependidos de não o ter dito, ou não ter dito o suficiente. Fazer algo que nos faça sentir vivos e bem dentro da nossa pele.
A felicidade é aquele conjunto de pequenas coisas que todas agrupadas nos fazem felizes. Não me queixo da vida que tenho nem da que levo,posso dizer que sou bem abençoado nisso, mas o que realmente me faz sorrir não são os bens materiais mas sim as recordações de locais e pessoas que conheci e conheço,das loucuras e não só as que já fiz.
Va lá, todos nós já andámos a brincar na chuva e adorámos...por isso acho que é altura de sair e fazer algo diferente,algo único para nós
se alguém ler isto e o fizer...fico feliz,mais ainda se me disserem que o fizerem.
Não custa nada ser feliz, é muito mais difícil ser infeliz.


Bruxo

domingo, 23 de agosto de 2009

Como se fosse a primeira vez...
















"Como se fosse a primeira vez."

Muitos podem achar este filme bobinho... Mas dentro de um contexto, o que mais me chamou a atenção foi quando Adam Sandler é questionado por Drew Barrymore se ele a ama. Ele gagueja e diz: Bom eu vou todas as manhãs no café para te ver fazer casinhas de wafles, eu todos os dias invento algo novo para te conquistar, é EU TE AMO! Ali não foram só palavras...foram atitudes! Bom para se refletir!

Renato Russo


Marco foi embora e não volta mais
E o trem das 7:30 sem ele
É um coração de metal sem alma
No frio da manhã cinza da cidade
Na escola o banco está vazio, Marco está dentro de mim
É doce a sua respiração entre os meus pensamentos
Distâncias enormes parecem nos separar
Mas o coração bate forte aqui dentro

Quem sabe se você pensará em mim
Se com seus parentes não fala mais
Se você se esconde como eu
Foge dos olhares e fica lá
Deitado na cama sem querer comer
Apertando forte contra você o travesseiro
Chora e não sabe quanto mal lhe fará
A solidão

Marco, no meu diário tem uma fotografia
Você tem olhos de menino, um pouco tímido
Aperto-a forte contra o coração
E sinto você aqui
Entre meus exercícios de inglês e matemática
Seu pai e seus conselhos, que coisa chata!
Ele com seu trabalho te levou embora
Com certeza a sua opinião ele não pediu jamais
Apenas disse 'um dia você vai me entender'

Quem sabe se você pensará em mim
Se com os amigos falará
Pra não sofrer mais por mim
Mas não é fácil, você sabe
A escola eu não aguento mais
E aquelas tardes sem você
Estudar é inútil e todas as idéias são tomadas por você
Não é possível dividir a vida de nós dois
Te peço, me espera meu amor, mas iludir você, não sei!

A solidão entre nós, este vazio dentro de mim
E a inquietude de viver a vida sem você
Te peço, me espera porque
Não posso ficar sem você
Não é possível dividir a história de nós dois

A solidão entre nós, este vazio dentro de mim
E a inquietude de viver a vida sem você
Te peço, me espera porque
Não posso ficar sem você
Não é possível dividir a história de nós dois
A solidão

As velas




As velas estão presentes nos grandes momentos de celebração da nossa vida...
Principalmente nos momentos a dois, elas guardam confissões e segredos.
Em minhas lembranças, não vejo outra cena, senão em um jantar, aquele corpo dentro daquele vestido vermelho, as taças, o vinho e as velas.
Aquele rosto suave, iluminado pelos desejos e clarões da paixão.
Velas que guiam os amantes pelos caminhos do Amor.
Romântica despertando cumplicidade, união, carinho, conforto, aconchego e intimidade.
Velas que me levam ao teu encontro, e em cada vela um bilhete com fantasias!
Velas que fazem brilhar este corpo sensual cheio de desejos, loucuras.
A sensualidade na vela que segura, qual será minhas chances de saber onde cairá a primeira gota!
Sou intimidado, domado, me perco na tua sensualidade... A chama que nos faz arder, a chama da paixão, corpos suados, exaustos se desfalecem ao calor das velas...
By Bruxo