domingo, 18 de outubro de 2009

Um Bruxo delirante




Ao acordar me veio uma imensa vontade de ler o livro da minha vida.
Sentei-me na mesma pedra diante do mar e ao olhar para o horizonte comecei pelos amores... rsrs
Logo por onde?
È nestas paginas rasgadas, amareladas que ficaram as marcas de uma vida, meus sonhos, minhas esperanças, e ao traçar meu caminho de volta parei em pontos onde meus dias tinham essência, dias em que eu tinha audácia de amar... Não tinha medo de oferecer flores, de ligar e dizer o quanto és amada, sorrir por sorrir, hoje o tempo não me assusta mais, não me importa se avança ou regride, minha mente parou no tempo em que te conheci, não tenho coragem de seguir adiante na leitura da minha vida...
Antes preciso achar a razão dos meus dias, preciso de um amor leve, com o mesmo sorriso... Aquele que chamam de puro, sincero, cheio de vontade, de paixão, que comete loucuras, o mesmo desvairado, sem noção, que age por instinto, pisa leve, anda solto...
Aquele que se encanta com noites enluaradas ou até mesmo com uma noite chuvosa.
Um amor que desenha horizontes coloridos, que sente o desatino do beijo, acelera o coração e acalma a alma.
Agora vejo as gaivotas pairarem no ar, como se fossem expectadoras das minhas palavras ditas ao vento, por certo tempo acredito que elas me escutam... Em total desatino lhes peço que vão em busca de um amor assim, e como se me entendessem, saem a planar em direção ao horizonte...
Fecho o livro, e saio em rumo aos meus dias, a vocês só deixo a capa para apreciarem, no qual está o meu rosto...
O rosto de um delirante Bruxo!
By Bruxo

7 comentários:

  1. Se Eu Te Pudesse Dizer
    O Que Nunca Te Disse
    Tu Terias Que Entender
    Aquilo Que Nem Eu Sei

    (Fernando Pessoa)

    P.S:Apesar de gostar de olhar pro seu rosto, não me contentaria somente com a capa deste livro,pois dentro deve ter muitas histórias tristes, mas deve tá recheado de amor.

    Beijocas e Uma Ótima Semana

    ResponderExcluir
  2. Talvez...no meio dessa sua viagem,desta tua leitura, encontre o que procuras. Talvez o que procure sempre esteve ao teu alcance.



    Essa é a maior viagem que alguém pode fazer.

    ResponderExcluir
  3. Felina, toda vez que releio este livro é tão somente para não cometer erros... Aqueles que nos tiram o sono...
    È sempre bom te ver por aqui!

    ResponderExcluir
  4. Ricar,
    Como é bom vê-lo por aqui amigo, e como vc disse esta é uma viagem, mas não de procura amigo, e sim de redescoberta e espera, preciso ter a certeza desta espera... Abraços Ricardo!
    E volte sempre!

    ResponderExcluir
  5. Maravilha o seu cantinho.
    Na intenção de divulgar o meu trabalho, cheguei até você.
    Gostei muito do seu espaço. Eu não estou podendo ler tudo de uma vez porque a tela do computador atrapalha um pouco a minha visão, mas certamente voltarei mais vezes. O meu oftamologista pediu que desse um tempo da telinha... e eu sou fraca ?
    O meu território já está demarcado.
    Convido a dar uma espiada em "FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER.." ( o seu cantinho de leitura), em:
    http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Terei sempre uma história para contar.
    Saudações Florestais !

    ResponderExcluir
  6. Silvana,
    È com enorme satisfação que recebe uma ilustre professora aqui no meu pequeno espaço.
    Seja sempre bem vinda!
    E acaba de ganhar mais um seguidor...
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  7. nossa!muito lindo Fabio
    faz as pessoas pensarem no amor
    esse sentimento que nos invade e nos faz fracos e forte ao mesmo tempo lindo texto
    parabens bjs

    ResponderExcluir